qual uso terapêutico? Um resumo da evidência científica

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Cápsula de probióticos transparente amarela em frasco de vidroProbióticos eles são os grandes protagonistas dos últimos anos: a eles, na publicidade, são atribuídas as virtudes terapêuticas mais díspares. Mas o que a ciência realmente diz, para que fins – se houver – foram demonstrados eficácia? Para quais cepas? Em que dosagens? E administrado como?

Para responder pelo menos em parte, a essas importantes questões, o Jornal de práticas familiares publica um resumo do que surgiu nos últimos anos, por pesquisadores da Universidade de Georgetown de Washington e da Universidade da Califórnia de Davis, a fim de fornecer indicações bem fundamentadas para aqueles que devem prescrevê-los ou para aqueles que pensam que os receberão e se beneficiarão deles.

Três premissas Fundamentalmente, há fortes evidências de que algumas cepas são úteis no tratamento da diarréia por antibióticos, em cólicas de recém-nascidos e como adjuvantes a antibióticos no tratamento da vaginose bacteriana. Há também evidências bastante convincentes sobre a utilidade de cepas específicas para a prevenção de infecções por Clostridium difficile, na terapia da diarréia infantil e no tratamento da constipação. Também deve ser lembrado que é muito importante verificar bem os rótulos quanto ao tipo de cepa, a dosagem, o prazo de validade e os supostos benefícios.

Entre outras condições para os quais há evidência de eficácia, há distúrbios funcionais do intestino, como intestino irritável, e doenças como colite ulcerativa e enterocolite necrosante. Os probióticos ajudariam na limitação do uso de antibióticos, no tratamento dos sintomas de intolerância à lactose e na diarréia do viajante.

Caber mulher mostrando as mãos coração sinal na barriga
Entre as condições para as quais há evidência de eficácia dos probióticos estão os distúrbios funcionais do intestino, como intestino irritável

O estudo relata algumas tabelas nas quais é possível ver para qual cepa uma eficácia foi demonstrada com referência a uma doença específica e as dosagens a serem lembradas: por exemplo, para intolerância à lactose, a Lactobacillus bulgaricus e eis Streptococcus termophilus, na dose de 10 bilhões de UFC (unidades formadoras de colônias), que podem estar contidas em 100 gramas de iogurte, como demonstrado em um estudo citado e recomendado pela EFSA. Outra tabela resume as recomendações das principais sociedades científicas a esse respeito, enquanto uma caixa resume as respostas para algumas das principais perguntas frequentes.

Leia Também  Governador Christie falha New Jersey (e porcos)

Os probióticos são mais eficazes se a preparação contiver mais e diferentes espécies? Não necessariamente. Seria melhor tomar probióticos testados em estudos em humanos: às vezes os benefícios são trazidos por uma única espécie em doses mais baixas do que aquelas encontradas em outros produtos comerciais. Se a pessoa é saudável e só quer ter benefícios genéricos, probióticos de qualquer tipo e alimentos fermentados são bons.

O iogurte é adequado para combater a diarréia com antibióticos? Para um efeito específico, é bom tomar as cepas que provaram ser eficazes, que não estão necessariamente presentes no iogurte. Os únicos que estão sempre presentes no iogurte são de fato os Lactobacillus bulgaricus e eis Streptococcus termophilus, que não sobrevivem ao trânsito intestinal e, portanto, não têm efeito (exceto a intolerância à lactose).

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
qual uso terapêutico? Um resumo da evidência científica 2
Para pessoas saudáveis ​​que buscam benefícios probióticos genéricos, o consumo de alimentos fermentados pode ser suficiente

Os açúcares no iogurte prejudicam o efeito dos probióticos? Não: a maioria dos estudos foi realizada em iogurte açucarado. No entanto, é bom lembrar que você não deve exagerar com iogurte açucarado, que deve fazer parte de uma dieta equilibrada.

Os probióticos são bons para pessoas saudáveis? Alguns estudos mostraram benefícios muito modestos em condições como distúrbios gastrointestinais e do trato respiratório leves, mas é muito difícil argumentar que sejam devidos a probióticos.

Como é o regulamento que rege o comércio? Nos Estados Unidos, a maioria é vendida como suplementos ou alimentos e regulamentada pelo FDA. Os mesmos controles necessários para os medicamentos não são necessários antes de serem colocados no mercado, mas é obrigatório produzi-los de acordo com as regras do GMP (Good Manufacturing Procedures). Em seguida, é obrigatório apor rótulos verdadeiros e não enganosos. A conformidade com esses padrões exigiria recursos que o FDA nem sempre é capaz de garantir e, portanto, é possível que produtos que não os cumpram também possam ser vendidos.

Leia Também  características da planta e legislação
qual uso terapêutico? Um resumo da evidência científica 3
Os açúcares no iogurte não negam o efeito dos probióticos

Os produtos de geladeira são melhores do que aqueles que devem ser mantidos à temperatura ambiente? A estabilidade dos probióticos depende da tensão e da formulação: alguns requerem baixas temperaturas, outros não. É importante sempre verificar a validade e o armazenamento correto.

É melhor tomá-los em alimentos ou como suplementos? Não há diferença: é importante contratá-los apenas para os fins para os quais são recomendados.

Qual é a diferença entre probióticos e prebióticos? Probióticos são bactérias vivas, prebióticos não são seres vivos, mas substâncias úteis para os probióticos viverem e proliferarem, e muitas vezes são fibras.

Nosso corpo já hospeda muitas bactérias: que diferença as poucas suposições podem fazer como probióticos? O corpo humano contém vários trilhões de bactérias, mas isso não significa que o equilíbrio correto esteja presente entre todas as populações presentes. Às vezes, tomar uma cepa específica ajuda a reequilibrar a flora, principalmente a intestinal, e isso pode ter um efeito positivo em algumas condições.

© Reprodução reservada

Agnese Codignola

jornalista científico



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br