Publicidade proibida para junk food no transporte de Londres


De 25 de fevereiro próximo, apenas a publicidade de alimentos saudáveis ​​será permitida na rede de transporte público de Londres. Em vez disso, alimentos e bebidas que não são saudáveis ​​serão banidos porque são muito ricos em açúcar, sal ou gordura. Também será proibido informar apenas o nome do fabricante de alimentos ou bebidas ou a marca simples do restaurante, que só será permitida se associada a uma alimentação saudável.

Ele anunciou o prefeito da capital inglesa, Sadiq Khan, após a consulta pública realizada entre maio e julho, indicou que 82% dos londrinos são favoráveis ​​a essas restrições, com o objetivo de incentivar uma alimentação saudável e combater a obesidade. Londres tem uma das maiores taxas de obesidade infantil na Europa, com quase 40% das crianças obesas ou com excesso de peso entre 10 e 11 anos.

As novas regras elas terão um forte impacto, já que mais de 30 milhões de viagens são feitas todos os dias na rede Transport for London (TfL) e os espaços publicitários envolvidos são os das estações de metrô, os pontos de ônibus, o ônibus táxi, serviços fluviais no rio Tamisa.

Em uma declaração da cidade de Londres alguns exemplos de publicidade que serão proibidos e os permitidos são feitos. Propaganda de bebidas açucaradas, cheeseburgers, barras de chocolate e castanhas salgadas não serão aceitas, enquanto as de nozes sem sal, passas e bebidas sem açúcar serão aceitas.

© Reprodução reservada

Publicidade proibida para junk food no transporte de Londres 1

* Por cartão de crédito (através do PayPal).
Clique aqui

* Por transferência bancária: IBAN: IT 77 Q 02008 01622 000110003264
indicando como causal: apoio Ilfattoalimentare 2018. Clique aqui

Beniamino Bonardi