Herpes genital e herpes labial: 10 mitos e fatos

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Herpes genital: comum, mas mal compreendido

Aqui estão alguns mitos ou conceitos errôneos comuns

Aqui estão alguns mitos ou conceitos errôneos comuns

Herpes genital e herpes labial (herpes oral) são os nomes dados a dois tipos de infecção causada pelos dois tipos de vírus herpes simplex (HSV): HSV-1 e HSV-2.

O HSV-1 (herpes oral) afeta mais comumente as regiões orais (ao redor da boca, lábios, rosto e língua) e resulta em feridas (chamadas de herpes labial) ou bolhas nessas regiões. O HSV-2 (herpes genital) mais comumente forma úlceras no pênis, escroto, ânus e nádegas.

Eliminar os mitos, criando consciência sobre os verdadeiros fatos do herpes, é crucial para ajudar sua disseminação. Aqui estão alguns mitos ou conceitos errôneos amplamente difundidos e os fatos associados sobre herpes genital e herpes labial.

Mito 1: Você pode saber se seu parceiro tem herpes pelos sintomas.

Facto: Cerca de oito em cada 10 pessoas, que contraem o vírus herpes simplex (HSV), não desenvolvem quaisquer sinais ou sintomas. O vírus pode permanecer latente no corpo e não apresentar quaisquer sintomas até que a imunidade da pessoa enfraqueça.

Mito 2: Uma pessoa que não apresenta sintomas não é infecciosa.

Facto: Pessoas com herpes podem transmitir infecções pela saliva, secreções genitais ou feridas. A pessoa pode ter ou não uma ferida, mas a infecção ainda é possível. Um estudo mostrou que mesmo sem as feridas; 10% das vezes, os portadores do vírus do herpes são infecciosos. A infecção pode ocorrer por contato oral, contato genital ou até mesmo contato pele a pele.

Mito 3: O herpes genital pode se espalhar apenas quando você dorme com outras pessoas ou faz sexo penetrante.

Facto: Embora o herpes genital se espalhe mais comumente por meio do sexo ou mesmo por meio do contato genital-genital, ele também pode se espalhar quando uma pessoa faz sexo oral com uma pessoa infectada.

Leia Também  O que é amputação transmetatarsal?

Mito 4: Apenas algumas pessoas podem contrair herpes.

Facto: Qualquer pessoa sexualmente ativa corre o risco de contrair o vírus do herpes. Isso ocorre porque o herpes é transmitido principalmente por via sexual, e muitas pessoas ao redor são portadoras assintomáticas, então você nunca sabe de quem pode pegar a infecção.

Mito 5: O herpes genital é incomum e há menos chances de você contraí-lo.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Facto: Estima-se que, globalmente, mais de meio bilhão de pessoas com idades entre 15 e 49 anos tenham infecção por herpes genital.

O vírus do herpes é a causa mais comum de úlceras genitais nos Estados Unidos. Pelo menos uma em cada seis pessoas com idade entre 14 e 49 anos é afetada pelo herpes genital.

Mito 6: Os preservativos são uma forma segura de proteção contra o herpes genital.

Facto: Os médicos sempre recomendam o uso de preservativo para proteção contra doenças sexualmente transmissíveis (DST), como o herpes. Usar preservativos pode reduzir o risco de contrair herpes, mas não é 100% eficaz na prevenção da infecção. Isso ocorre porque o vírus também pode estar presente na parte não infecciosa do pênis, que o preservativo não pode cobrir.

Mito 7: O herpes pode ser transmitido pelo sangue.

Facto: O herpes não está presente no sangue e apenas seus anticorpos podem ser detectados no sangue, o que pode ajudar a confirmar se a pessoa tinha uma infecção prévia ativa por herpes. Não pode ser transmitido por via sanguínea e as pessoas com herpes genital ainda podem doar sangue. Apenas o contato pele a pele é essencial para a propagação do herpes genital, que pode ser tanto oral quanto genital.

Mito 8: Se você tem herpes genital, não pode ter filhos.

Leia Também  Quais são os sintomas de DST em mulheres?

Facto: O herpes não afeta a capacidade reprodutiva em nenhum dos dois sexos. Há uma pequena chance de a gestante transmitir o vírus do herpes ao bebê durante o parto. No entanto, alguns medicamentos prescritos por um médico podem ajudar a prevenir a transmissão do vírus da mãe para o bebê.

Mito 9: O herpes pode causar câncer cervical.

Facto: Não há relatos nem evidências que sugiram que o vírus do herpes pode causar câncer. O vírus que causa as verrugas genitais, o papilomavírus humano (HPV), é conhecido por aumentar o risco de câncer cervical entre as mulheres.

Mito 10: Herpes é uma doença mortal.

Facto: Não é uma condição com risco de vida, mas o herpes é uma infecção vitalícia que não tem cura. Está associada a alguns surtos que ocorrem quando a imunidade da pessoa é fraca. As pessoas só precisam controlar o desconforto das feridas tomando medicamentos antivirais.



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br