Farinha 00 Mediterranean Heart e Selex lembrados para soja não declarada


O Ministério da Saúde publicou o recall de dois lotes de farinha de trigo mole tipo 00 com as marcas Selex e Cuore Mediterraneo de Todis para a presença de alergênicos de soja não declarados no rótulo, embora a redação "produzido em uma fábrica onde a soja é usada".

O produto afetado é distribuído em sacos de papel de 1 kg com o número de lote L 19 008 e a data de validade 08/02/2020 para a farinha da marca Cuore Mediterraneo (EAN 8025916107072) e L 19 009 com a data de validade 09 / 02/2020 para a marca Selex (EAN 8003100250018).

A farinha lembrou foi produzido para Selex e Todis pela empresa Molino Rossetto na fábrica na via San Fausto 98, em Pontelongo, na província de Pádua.

Como medida de precaução, recomenda-se às pessoas alérgicas à soja que não consumam a farinha afetada pelo recall e devolva-a ao ponto de compra, onde será reembolsada ou substituída. O produto é seguro para consumidores não alérgicos.

A partir de 1º de janeiro de 2019, Il Fatto Alimentare relatou 21 recalls, totalizando 50 produtos e 2 revogações. Para ver todas as notificações, clique aqui.

Farinha 00 Mediterranean Heart e Selex lembrados para soja não declarada 1

Para entender como funciona o serviço de alerta de alimentos e como os produtos são retirados dos pontos de venda ler o livro "Rack on alert" publicado por Il Fatto Alimentare. É o único texto publicado na Itália que revela os segredos e as questões críticas de um sistema que todos os anos cobre pelo menos 1.000 produtos alimentícios. Em 10-20% dos casos, estes são produtos que podem prejudicar a saúde dos consumidores e, por esse motivo, o alerta é acionado. O livro de 169 páginas diz 15 casos de chamadas que causaram sensação. Os leitores interessados ​​em receber o e-book podem fazer uma doação gratuita e receber um livro grátis em formato pdf "Shelf-on-alert", escrevendo para os editores em [email protected]

© Reprodução reservada

Todos os dias, mais de 40 mil pessoas nos seguem.
Somos independentes e livres da lógica política e empresarial.
Tudo isso é possível graças às doações de leitores que cobrem 20% das despesas

Giulia Crepaldi